A portabilidade de carências consiste na possibilidade de o consumidor mudar de plano de saúde na mesma ou em outra operadora sem ter de cumprir novos prazos de carências, ou cumprir carência de cobertura parcial temporária dependendo de quanto tempo o cliente tem no plano anterior.

Para exercer a portabilidade será necessário:
✓ Estar em dia com a mensalidade do plano.
✓ Estar há pelo menos dois anos na operadora ou três anos, caso tenha cumprido cobertura parcial temporária para doenças ou lesões preexistentes. A partir da segunda portabilidade o prazo de permanência passa a ser de um ano para todos os beneficiários. Para os contratos adaptados à Lei 9656/98 o tempo de permanência é contado a partir da adaptação do contrato;
✓ Solicitar a portabilidade no período entre o mês de aniversário do contrato e os três meses seguintes; pedindo a carta de portabilidade para operadora atual e não esquecer de fazer o cancelamento antes do vencimento do próximo boleto.
✓ Exigência do cumprimento de requisitos específicos de compatibilidade entre os planos, tais como: segmentação e faixa de preço igual ou inferior. Se caso for para um plano superior deverá ser verificada a regra de comercialização da operadora de origem, havendo a possibilidade do cumprimento de novos prazos de carência.

O consumidor poderá portar as carências para plano privado de assistência à saúde com cobertura municipal, estadual ou nacional, independentemente da abrangência geográfica do seu contrato atual.

O importante também é saber da operadora que deve migrar se o seu plano atual é congênere para a redução parcial de carência ou redução total. Planos empresariais com mais de trinta vidas geralmente as carências são zero para empresas que possuem plano anterior acima de doze meses em vigência.

Para planos individuais ou por adesão se tiver um ano de vigência no plano anterior haverá uma redução de carência aplicada por cada operadora, ou seguradora de saúde dentro da análise que será feita por ela e que geralmente já tem o PRC já preestabelecido.

É necessária uma avaliação com o consultor para obter todas as informações necessárias e correta.